Encontrar empresa por:

Ícone TítuloColunas

Compartilhe:

Oportunidades da vida

14/01/2019

 
Cláudio era um excelente profissional, batalhador e muito bem-humorado.  No local onde trabalhava, sempre era muito prestativo e brincalhão; daquelas pessoas que são “pau para toda obra”.
 

Tinha uma família linda, se preocupava muito com o bem-estar e com os estudos de seus filhos pequenos, pois queria que vencessem na vida. Sua esposa também se virava, vendendo Mary Kay e Jeunesse. Era uma luta diária, mas sempre com bom-humor. Só que chegou um momento em que as contas não fechavam e ele resolveu fazer Uber. Numa dessas viagens a vida olhou para ele de forma diferente.
 
A história começou assim: um pai foi buscar a filha na escola e pediu para ser levado para um endereço em São Paulo. Assim foi feito. Dois dias depois, estava num grupo de Whatsapp de uma escola do interior paulista, a notícia de um sequestro de uma menor.
 
A esposa de Cláudio viu aquilo e logo identificou a placa do veículo do marido. Acordou-o aos solavancos, perguntando se ele se lembrava de ter levado algum passageiro com filha na data especificada. Ele disse que sim e, após saber do ocorrido, prontamente solicitou o endereço e contato da mãe para poderem conversar e tentar ajudar. Lá se foram eles falar com a polícia. Identificar o local não foi tão fácil, pois o rapaz havia descido num lugar, mas caminhara para outro. Graças a Deus a menina foi encontrada.
 
Como retribuição, a mãe lhe ofereceu um trabalho uma remuneração bem superior à sua. Cláudio agradeceu a Deus e já pensou em como poderia retribuir ao Universo, ajudando as pessoas ao seu redor.
 
Oportunidades são assim: nunca sabemos aonde elas vão nos levar, mas nunca podemos deixar de olhar para elas. Nem todas são boas, mas uma pode mudar nossas vidas completamente.
 
Por isso, sempre mantenho meu mantra de que a solidariedade, as boas ações e a gratidão são as chaves para que as portas se abram.
 
Namastê!