Encontrar empresa por:

Ícone TítuloColunas

Compartilhe:

Valentões Intelectuais

19/02/2019

As  qualidades das pessoas verdadeiramente confiantes são inerentes à sua personalidade e ELAS se mostram mais humildes do que os mais simples seres humanos.
 
A Confiança não é uma bravata ou arrogância ou uma pretensão evidente de bravura. A confiança não é um mar arrojado ou ousado de autoconfiança dirigida a outros.
 
 Confiança é e deve ser uma mar de tranquilidade. É uma expressão natural da capacidade, conhecimento e autoestima.
 

Tenho sorte de conhecer um número de pessoas verdadeiramente confiantes. Muitas trabalham ou trabalharam  comigo, outras são companheiros fundadores de outras empresas parceiras, alguns dos quais eu conheci por meio da minha atividade de empreendedor. E uma outra parte é formada por pessoas que eu conheci al longo da minha carreira e que trabalham em vários segmentos do mercado.
 
Todos, sem nenhuma exceção, possuem uma série de qualidades.
 
Eles sempre têm uma posição firme, não porque eles pensam que estão sempre certos ... mas porque eles  têm certeza de que não estão errados. Pessoas arrogantes e vaidosas tendem a tomar uma posição e, em seguida, se mostram arrogantes e ignoram, totalmente, as diferentes opiniões ou pontos de vista dos outros. Eles sabem que estão certos - mas eles querem (na verdade, eles precisam) que você saiba disto. Seu comportamento não é um sinal de confiança, porém, é a marca de um valentão intelectual.
 
As pessoas realmente confiantes, não se importam de estarem comprovadamente erradas. Elas descobrem que o que é certo é muito mais importante do que estar certo. E, quando elas estão erradas, se mostram seguras o suficiente para recuar com elegância.
 
As pessoas realmente confiantes costumam admitir que estão erradas ou, então, não possuem todas as respostas. Estas pessoas nunca serão valentões intelectuais.
 
Baseado em contos de Dharmesh Shah