Encontrar empresa por:

Ícone TítuloNotícias

Compartilhe:

Conheça a Simbiose Social, startup de impacto social

08/10/2019

Promover acesso à cultura, saúde e esporte, além de contribuir para a geração de empregos o aumento do PIB brasileiro por meio da chamada “indústria criativa” e atividades do terceiro setor. Estes são alguns dos objetivos que impulsionam a startup Simbiose Social, que atua no segmento de leis de incentivo fiscal a fim de criar uma ponte entre as empresas que dispõem de recursos financeiros para projetos e as organizações sociais. Ela será uma das novas empresas de impacto social que mostrarão sua trajetória, atuação e experiência na ABES SOFTWARE CONFERENCE 2019, marcada para o dia 14 de outubro, no Centro de Convenções São Paulo Corporate Towers (Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1909 - Itaim Bibi), das 8 às 19 horas. As inscrições para o evento já estão abertas e podem ser realizadas aqui.

A Simbiose Social nasceu a partir de sentimentos de inquietação e frustação, dos seus sócios-fundadores, Raphael Mayer e Mathieu Anduze, que viram propostas sociais relevantes serem engavetadas pela falta de recursos. Eles, então, analisaram detalhadamente, por meio da Lei de Acesso à Informação, os dados de investimentos via leis de incentivos, em especial a Lei Rouanet, de 1991 até os dias atuais. A conclusão: na prática, 71% dos 182 mil projetos que pleitearam verbas de incentivo no Brasil não saíram papel e 50% dos recursos que poderiam ser disponibilizados pelas empresas não eram direcionados.

“Verificamos que existiam muitas empresas que queriam e podiam aportar investimentos para iniciativas sólidas, idôneas e socialmente relevantes. Então, com a ajuda do programador Tadeu Silva, desenvolvemos uma plataforma digital que une tecnologia e informação para conectar empresas aptas a doarem parte dos impostos devidos a projetos aprovados pelas leis de incentivo. Fazemos uso da análise de dados para ajudar as empresas a tomarem melhores decisões e a identificar projetos de impacto social pelo Brasil, que ganham visibilidade e investimentos, sendo que a nossa ferramenta facilita este macth”, explica Mathieu Anduze, sócio-fundador da Simbiose Social.


Mathieu Anduze e Raphael Mayer, fundadores da Simbiose Social
Crédito da imagem: Renato Stockler
 
Analytics de impacto social

De forma pioneira no Brasil, a plataforma da Simbiose Social coleta e analisa dados por meio de robôs alocados nas diferentes bases públicas envolvidas com as leis incentivo, nos âmbitos federal, estadual e municipal. Hoje, o trabalho da startup ajuda a otimizar e democratizar a distribuição dos recursos financeiros entre projetos e organizações sociais que geram alto impacto social, em diferentes localidades do país. A inovação que trouxe para o segmento fez com que a Simbiose Social ganhasse o Prêmio Empreendedor Social do Futuro 2018, promovido pela Folha de S. Paulo e Fundação Shwab. Além disso, a startup certificou-se como Empresa B e foi convidada pela Skoll Foundation para participar do maior evento de impacto social do mundo - o Skoll World Forum.

“Além de desmontar uma “caixa-preta” das leis do país – com mais de R$ 80 bilhões mapeados dos últimos 27 anos – a plataforma da Simbiose altera uma lógica de mercado, pautada por um formato em que projetos entravam em contato com empresas, usando ou não intermediários, para serem vistos e avaliados para investimentos, onde muitas vezes prevalecia a lógica de marketing na seleção, ou então participavam de editais. Além do match entre empresas e projetos sociais, colaboramos efetivamente com as estratégias de responsabilidade sócio-ambiental do setor privado, oferecemos auditoria dos investimentos e agregamos mais confiabilidade a todo o processo”, esclarece Mathieu.

A startup tem entre seus clientes empresas como Bayer, Kroton, Facebook, Heineken, Via Varejo, entre outras. Os empreendedores geram um potencial de direcionamento de R$ 250 milhões para projetos. Com uma equipe de 17 colaboradores, a Simbiose possui, atualmente, 33 clientes corporativos e mais de 80 organizações sociais que receberam recursos via plataforma, entre eles o Coral de Pequenos Cantores de Camaçari, a Virada Sustentável e a UNAS - União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região.


Crianças beneficiadas pelas ações da Simbiose Social
Crédito da imagem: Renato Stockler